10 problemas cotidianos que a tecnologia IoT pode evitar

10 problemas cotidianos que a tecnologia IoT pode evitar

Quando pensamos em revolução industrial, nossa mente vai direto para as locomotivas e máquinas a vapor do século XVIII, não é? No entanto, a verdade é que já estamos na quarta revolução industrial da História.

Mais especificamente, estamos falando da indústria 4.0. O principal fator que caracteriza essa nova era é a incorporação de tecnologias no nosso dia a dia – tecnologias representadas principalmente pela internet.

Robótica, inteligência artificial, realidade aumentada, biologia sintética e a chamada Internet das Coisas (ou Internet of Things) são alguns dos ramos da ciência que fazem parte da indústria 4.0.

Você sabe o que é a Internet das Coisas – ou IoT?

 

Falar de IoT é falar sobre a conectividade dos dispositivos. Afinal, não podemos negar: hoje, pelo celular, estamos cada vez mais conectados uns aos outros e às coisas.

Se você for colocar no campo de busca do seu celular, existe praticamente um aplicativo para tudo: exercício, agendamento de consultas médicas, transporte… Além disso, já podemos até mesmo controlar nossas casas e veículos por meio do celular.

No entanto, o uso da IoT vai além do espaço doméstico. Na verdade, a conectividade pode ser a solução perfeita para prevenir alguns problemas cotidianos das empresas. Problemas esses que vão desde a prevenção de perdas no processo de produção até a otimização do monitoramento por câmeras.

 

10 problemas que a IoT ajuda a resolver na sua empresa

 

1 – Prevenção de perdas na etapa de produção

Utilizando a Internet das Coisas, busque integrar todo o seu processo de produção. Dessa forma, você terá muito mais controle sobre todas as etapas e saberá exatamente o que acontece em cada uma. Além disso, você garante uma produção otimizada, automatizada e a prova de erros.

2 – Acompanhamento de dados

Uma vez que você integra e automatiza o seu processo de produção, você obtém dados sobre cada uma das etapas.

Com o acesso a dados confiáveis, você consegue mensurar exatamente os resultados e performances de cada setor envolvido. Nem precisamos dizer o quão fácil fica medir a performance da empresa, não é?

3 – Monitoramento de câmeras

Por meio da Internet das Coisas, as imagens capturadas pelas câmeras de monitoramento podem ser gatilhos para detecção, ações, medições, intervenções a serem tomadas por uma central de inteligência e segurança.

Além disso, com a IoT você pode personalizar a captação de imagens, decidindo e mudando a direção das câmeras e dando zoom sempre que necessário.

4 – Inteligência de reconhecimento facial (segurança e criminalidade)

Com o uso da Internet das Coisas, o reconhecimento facial ganha novas aplicações. A sua empresa pode usar a tecnologia tanto para otimizar o dia a dia da equipe (abrir e fechar portas, emitir mensagens e notificações) quanto para melhorar a segurança do local.  

Com a inteligência de reconhecimento facial, o núcleo de segurança consegue monitorar bem mais de perto a entrada e saída de pessoas pela corporação.

5 – Evite situações de risco com o rastreamento de carga

Pela IoT você também consegue tornar o seu rastreamento de cargas mais assertivo – seja ela inerte ou viva. Implementando a IoT, você acessa informações específicas, como a temperatura interna, tempo real de deslocamento, etc.

6 – Prevenção de incêndios

Sim, é isso mesmo que você leu. A Internet das Coisas também pode ser utilizada para prevenir e combater incêndios. Afinal, sabemos que a maioria deles ocorre pelo estabelecimento não possuir tecnologia de prevenção adequada…

Por meio da integração entre sistema de alarmes, sensores e IoT, é possível termos uma coleta de dados contínua. Esses sensores se comunicam automaticamente entre si e enviam alertas sobre a área monitorada.

Assim, a central consegue ter acesso ao número de pessoas que estão no local e quais a condição do ambiente, desenvolvendo uma abordagem de prevenção muito mais assertiva.

7 – Drones podem ser uma boa saída para o monitoramento à distância

Drones são os melhores dispositivos para que você tenha controle sobre o patrimônio da empresa – mesmo à distância.

O grande diferencial dos drones é sua mobilidade e independência, já que eles podem circular por todos os ambientes da empresa. Além disso, esses dispositivos são altamente recomendados para checar possíveis invasões e manter sua equipe segura.

8 – Moradias acessíveis e inteligentes

A Internet das Coisas também já está sendo utilizada para dar mais conforto para o ambiente doméstico. Casas e edifícios inteligentes já são uma realidade no Brasil.

Aqui, a tecnologia é usada para tornar o consumo de energia sustentável, economizar água e, de quebra, você consegue controlar sua casa pelo celular: já imaginou poder fechar janelas e portas à distância?

9 – Controle de estoque

Você conhece o sistema RFID (ou Radiofrequency Identification)? Ele também pode ser identificado como uma forma de IoT e ajuda você a ter mais agilidade e segurança no que se refere ao monitoramento de estoque.

Com o RFID, cada uma das caixas do seu estoque tem uma etiqueta de radiofrequência, capaz de emitir informações sobre as características do volume. Uma antena recebe os sinais e um transceptor transforma todas as informações em dados.

10 – Diminuição de alarmes falsos

Ora, pense bem: com uma melhor otimização dos sistemas de segurança, drones, inteligência de reconhecimento facial e câmeras de monitoramento integradas fica muito mais difícil você cair em um alarme falso.

Chega de desperdiçar o tempo do seu núcleo de segurança! Use a IoT como a sua melhor amiga e veja os resultados.

 

Quer saber mais sobre tecnologia de monitoramento?

O que você achou do nosso post sobre radares de detecção perimetral? Para mais informações sobre essa e outras tecnologias de monitoramento e segurança, fique atento ao nosso blog.