Ações para evitar o sequestro de dados digitais

Evitar sequestro de dados digitais

Ações para evitar o sequestro de dados digitais

Em 2020, o custo médio de uma violação de dados será de 150 milhões de dólares, enquanto o gasto total com segurança da informação ultrapassará 1 trilhão de dólares. As estatísticas são do Cybint Solutions e dão um breve panorama da epidemia de ataques às redes de computadores, cada dia mais interconectadas.

Entre os golpes mais comuns, está o sequestro de dados digitais, uma vez que a moeda de troca do século XXI é a informação. Cada novo bit de dado gerado tem um determinado potencial financeiro, e ser detentor de milhões desses bites pode significar milhões de prejuízos para alguns e milhões de receita para outros.

Diante disso, como não ser vítima de sequestro de dados digitais?

Criar níveis de acesso para todos o usuários

A digitalização de processos e inserção das empresas na transformação digital exige o uso intenso de tecnologias e sistemas integrados uns aos outros, conformando o que chamamos de Business Intelligence. Mas isso não significa que o RH deva ter acesso aos dados financeiros, tampouco que compras saiba quanto ganha cada colaborador.

Queremos chamar a atenção aqui para a hierarquização dos acessos, permitindo visualização e/ou edição de dados somente àquelas pessoas que realmente precisam das informações. Dessa maneira, diminui-se os riscos de dados adulterados, invasão por vírus ou hackers, entre outros perigos que ameaçam as redes de computadores.

Proteger todas as conexões da empresa

Mobilidade corporativa, flexibilidade nas relações de trabalho e colaboração em nuvem são temas constantemente debatidos no universo corporativo. Mas, para que sua empresa não venha a ser vítima de sequestro de dados digitais, é necessário criar conexões seguras, seja por meio de criptografia de dados, SSL, firewalls, entre outras soluções.

Vale lembrar que seus dados correm perigo mesmo quando não há ninguém na empresa. Um e-mail corporativo que seja aberto em uma computador infectado ou até mesmo um smartphone, pode ser o causador de grandes prejuízos financeiros.

Mensagens de phishing percorrem a internet o tempo todo, em e-mails, SMS e mensageiros instantâneos, como WhatsApp. Ameaças como o ransomware também são capazes de penetrar em dispositivos mobile e se proliferar rapidamente por sistemas e aplicativos.

 

 

Capacitar sua equipe sobre os riscos

Manter sigilo sobre os riscos que sua empresa corre em termos de cibersegurança pode acarretar em problemas sérios, como um colaborador desavisado abrindo um pen drive particular no trabalho, repleto de vírus.

Portanto, como uma das medidas para evitar o sequestro de dados digitais, conscientize sua equipe sobre as potenciais ameaças e como evitá-las. É compartilhando responsabilidades que sua empresa se mantém segura!

E por falar em compartilhar responsabilidades, lembre-se que sempre é possível contratar uma empresa de segurança especializada para orientar sobre as tecnologias a serem utilizadas na proteção dos dados da sua organização.

Com uma equipe focada em preencher as lacunas de segurança, você direciona seus esforços para o core business do seu negócio, tem mais tempo para a gestão estratégica e ainda economiza seu orçamento ficando livre de ataques cibernéticos!

Pronto para proteger a sua empresa do sequestro de dados? Entre em contato conosco!