BYOD: oportunidade ou risco?

BYOD: oportunidade ou risco?

BYOD: oportunidade ou risco?

Bring your own device ou BYOD é dar aos funcionários a permissão para usarem seus próprios dispositivos móveis no trabalho. Será que essa é mesmo uma boa ideia?

É comum que quem precise de um notebook no dia a dia de trabalho se sinta mais confortável em utilizar o seu próprio equipamento. Algumas razões são a familiaridade com o tamanho, teclado e até com os programas disponíveis.

No post de hoje, falaremos sobre as oportunidades e os riscos do BYOD. E, ainda, contaremos sobre a importância das soluções de segurança móvel corporativa para garantir que a prática não se transforme em problema. Acompanhe!

O BYOD como oportunidade

Para o funcionário, a ideia por trás do bring your own device vem acompanhada da já mencionada familiaridade com os próprios dispositivos.

Basta pensar em como o processo de transição de um computador antigo para um novo, por vezes, causa uma ligeira dor de cabeça até que se aprenda a lidar com as diferenças. O mesmo vale para a dificuldade em encontrar aplicativos ou simplesmente digitar em um smartphone com outro sistema operacional.

Na prática, essa familiaridade atrelada ao BYOD favorece a produtividade, já que quanto mais habituado um funcionário está com seu equipamento, mais facilidade tem para aproveitar seus recursos.

Além disso, permitir que os funcionários usem seus próprios dispositivos pode reduzir as despesas com a gestão de TI da empresa. O que cria a oportunidade para outros e importantes investimentos.

O BYOD como risco

O principal risco atrelado ao BYOD está relacionado à segurança móvel corporativa. É mais fácil estabelecer regras e adotar medidas de proteção da rede e dos equipamentos quando esses da própria empresa e nela permanecem.

Ao acessar outras redes com o seu equipamento, seja em casa ou em outros locais além do trabalho, o funcionário pode expor seu dispositivo móvel à ameaças virtuais.

Uma vez infectado, um único dispositivo móvel que se conecte novamente à rede da empresa pode espalhar a ameaça e causar problemas graves. Em 2017, os ransomwares (malwares que “sequestram” dados e demandam o pagamento de resgate) foram responsáveis por 134 mil ataques à empresas. E a maioria desses ataques poderia ter sido evitada!

Além dos riscos cibernéticos, mesmo permitindo que funcionários usem seus próprios dispositivos, a empresa tem a responsabilidade de garantir que os softwares utilizados sejam originais.

Uma fiscalização da Microsoft (que pode levar a multas e outras penalidades em caso de irregularidades) verifica as licenças de equipamentos corporativos, incluindo os dispositivos móveis do BYOD.

Como aproveitar a oportunidade e evitar os riscos

A saída para aproveitar as oportunidades do bring your own device e evitar os riscos é garantir dispositivos móveis seguros. Se você já leu nosso artigo sobre Segurança móvel para empresas, já sabe por que deve apostar nessa tecnologia.

A ideia é garantir medidas que reformulem as normas de privacidade, recursos e estratégias de segurança da empresa. E o objetivo é criar um ambiente que reduza falhas e brechas, impedindo que o uso de dispositivos mobile do BYOD coloque em risco os dados da empresa e toda a rede da empresa.