Como a IoT pode melhorar a segurança na produção industrial

IOT na segurança industrial

Como a IoT pode melhorar a segurança na produção industrial

A internet das coisas ou, do inglês, internet of things (IoT) é a tecnologia responsável pela quarta revolução industrial, também chamada de indústria 4.0. Você já sabe como esse movimento pode contribuir para a segurança nos processos produtivos?

A automação de processos, característica mais destacada das aplicações da IoT, baseia-se em tecnologias avançadas e inteligentes. Mais do que tornar a produção mais rápida e menos custosa, as soluções existentes contribuem para evitar acidentes e falhas.

Assim, também permite o melhor uso dos recursos da empresa, além de propiciar o seu sucesso. Continue a leitura e saiba mais!

 

O que é internet das coisas (IoT)

A IoT deriva da crescente informatização e da conectividade entre objetos físicos por meio da rede. É a tecnologia que permite comandar ações de forma remota e está por trás de novidades futuristas, como carros autônomos (ou auto-pilotados).

Esse tipo de solução é possível porque a IoT prevê a conexão em rede desses objetos (carros, eletrodomésticos, maquinário industrial, equipamentos de segurança e outros) por meio do uso de sensores e sistemas. Assim, é possível fazer a transmissão de dados a partir de um dispositivo ou software para a ativação dos comandos.

É por isso que a IoT é cada vez mais aplicada em diversos meios, como na indústria. E apresenta soluções avançadas que operam com eficiência, substituindo processos manuais por outros automatizados, trazendo vantagens como agilidade, redução de erros e de custos.

 

Uso da IoT na indústria

A IoT prevê a aplicação de tecnologias avançadas no chão de fábrica. Para tanto, promove uma transformação a partir da adoção de soluções que otimizam diferentes etapas do processo produtivo.

86% das indústrias já adotam soluções de IoT para o segmento industrial, segundo o levantamento da Bsquare, empresa especializada no desenvolvimento de soluções baseadas nessa tecnologia.

Isso acontece porque a IoT possibilita a criação de máquinas inteligentes. Conectados a sensores e sistemas, os equipamentos da indústria são munidos da análise de dados para monitorar e automatizar o processo produtivo.

E isso inclui o acompanhamento de fatores relacionados à segurança desse processo, a proteção de dados e de patrimônio. O que é possível porque novas tecnologias conseguem detectar irregularidades, emitir alertas ou promover alterações que corrijam a situação em busca do resultado esperado.

 

A relação prática entre IoT e segurança

Para entender melhor a aplicação prática da IoT em favor da segurança na produção industrial, vamos apresentar alguns exemplos de soluções. Veja só:

Sistema de monitoramento por câmeras

O uso de câmeras no monitoramento de processos produtivos e de todo o perímetro de uma indústria não é novo. A questão é que com a IoT, essas soluções podem ser operadas remotamente.

As imagens capturadas pelas câmeras são transmitidas via internet a uma central de inteligência que não demanda uso de cabos e é de fácil implementação. A tecnologia também permite dar zoom ou mudar o ângulo das câmeras sempre que necessário.

Assim, torna-se mais fácil acompanhar áreas de alto risco, bem como identificar situações que comprometam a segurança no processo, corrigindo-as rapidamente.

A análise dos dados das imagens capturadas também pode permitir que alertas sejam emitidos automaticamente para avisar quanto a eventuais irregularidades que demandem atenção.

Sensores de movimento

O uso de sensores de movimento da IoT se baseia na distribuição de pequenos chips em pontos estratégicos do chão de fábrica. Assim, permitem o envio de alertas à central de controle e segurança sempre que houver uma situação de risco.

Por exemplo, os sensores podem avisar quando um colaborador acidentalmente ultrapassa a distância de segurança estabelecida para o uso de um equipamento perigoso. Ou quando a temperatura de um recipiente industrial atinge níveis críticos que colocam a produção em risco.

Uma vez que o alerta é emitido, é possível deslocar uma equipe para corrigir qualquer irregularidade ou ainda, enviar os comandos necessários (como o desligamento de uma máquina) por meio da rede da internet das coisas.

Gostou do post? Assine nossa newsletter e receba em seu e-mail novos conteúdos sobre o uso da tecnologia na indústria!

 

Neste e-book, abordaremos o monitoramento de redes. Uma importante estratégia para que a sua empresa não apenas conheça, mas saiba como lidar com as suas vulnerabilidades.
Quer saber mais sobre como garantir o monitoramento de redes de um modo mais eficaz?