Como a tecnologia pode ser um aliado contra incêndios?!

Como a tecnologia pode ser um aliado contra incêndios?!

No dia 15 de Junho a UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) teve parte da sua reserva técnica do Museu de História Natural tomada pelo fogo, inúmeras perdas irreparáveis para a história viram cinzas. Algo semelhante aconteceu a dois anos atrás no Museu de História nacional com sede no Rio de Janeiro onde mais da metade do seu acervo único foi destruído pelas chamas.

Quando incidentes como esses acontecem de forma tão publica, não sabemos que por trás avistamos um numero alarmante de casos de incêndio em patrimônios privados tanto comerciais quanto residenciais. Não há números oficiais, mas teme-se uma media de mais de 280 casos de incêndio no País no último ano.

Os motivos para o inicio de um incêndio podem ser os mais diversos, sendo os mais comuns defeitos na parte elétrica predial, imprudência de funcionários ou até mesmo incêndio intencionais.

E como se prevenir? Além de seguir as normas da brigada de incêndio, mantendo o ambiente sempre que possível o mais sinalizado, com extintores próprios e uma equipe de trabalhadores aptos a agir em caso de detecção de incêndio o mercado tecnológico também vem pensando cada vez mais em como agir e prevenir incêndios.

Ferramentas que detectam risco eminente vem sendo cada vez mais usuais, um exemplo dessa ferramenta é a solução ofertada pela Alert, um sistema amplo de detecção de fumaça e fogo que funciona com a existência de uma central com uma placa controladora, onde todos os sensores espalhados pelo local são ligados nela.

Quando o sistema detecta uma ocorrência, ela aciona o alarme e envia sinais para dispositivos de automação predial, realizando as ações de segurança, como a abertura de portas, travamento de elevadores, abertura de catracas, cancelas, ativação da exaustão, entre outras ferramentas para garantir a segurança humana e predial.

Saiba mais sobre as ferramentas de segurança oferecidas pela alert system no nosso site.