Como saber se a empresa de segurança que você escolheu é legalizada?

empresa de segurança legalizada

Como saber se a empresa de segurança que você escolheu é legalizada?

É bem provável que você já conheça a ideia de que pessoas mal-intencionadas agem como verdadeiros profissionais do crime, não é mesmo? Por isso, não é novidade que a sua segurança deve ser levada à sério e confiada à uma empresa da área.

No post Como justificar a contratação de uma empresa especializada em segurança?, apresentamos motivos que fazem desta uma excelente opção para quem busca proteção. Mas, para que isso realmente funcione, é preciso assegurar que a organização escolhida é legalizada. Continue a leitura do post e descubra como!

 

Porque verificar a legalidade da empresa

Verificar se a empresa de segurança é legalizada é quase como se certificar de que um produto adquirido é original. Em outras palavras, é uma forma de garantir que o serviço contratado tem qualidade e garantias.

E é interessante ressaltar que uma empresa que não está em conformidade com a legislação pode acabar colocando a sua proteção em risco. Ou seja, levando a um resultado completamente diferente do esperado.

A verificação serve para assegurar que determinada empresa realmente está apta e autorizada a cumprir com os serviços oferecidos. Sobretudo para quem contrata uma segurança privada armada. É também a garantia de que você terá a quem recorrer caso haja descumprimento de contrato.

Além disso, essa verificação permite saber se a empresa a ser contratada está financeiramente saudável e não corre o risco de falir e levar junto o seu investimento em segurança.

 

Como descobrir se a empresa é legalizada

A Lei 7102/83 e a portaria 3233/2012 compõem a legislação que determina que a Polícia Federal é o órgão responsável por fiscalizar as atividades de empresas privadas do setor de segurança.

Por isso, ao contatar uma dessas empresas, é importante solicitar o seu Alvará de Autorização que é publicado no Diário Oficial da União. O documento é válido por um ano e, portanto, precisa ser renovado. E a empresa que o possui atesta que cumpre com aos requisitos estabelecidos pela PF para oferecer os seus serviços de proteção.

Para ajudar no processo, o contratante pode consultar o site da Polícia Federal para verificar a situação da empresa e contrastar com as informações por ela apresentadas.

Outros documentos que podem ser solicitados para mais garantias da legalidade de uma empresa se segurança privada são:

  • o seu CNPJ;
  • a sua Certidão de Regularidade do FGTS (CRF);
  • a sua Certidão Negativa de Débitos Trabalhistas (CNDT);
  • a sua Certidão Negativa de Falência e Concordata;
  • e a sua Certidão Conjunta de Débitos.

Tudo isso para evitar quaisquer transtornos futuros relacionados à irregularidades e instabilidades por parte da empresa a ser contratada.

 

Ebook grátis – clique e baixe o seu.

 

Outras dicas para uma contratação segura

Conferir toda essa documentação pode ser um processo trabalhoso. Por isso, antes de chegar a essa etapa, você pode considerar alguns detalhes que são indícios de que é preciso redobrar os cuidados antes de contratar determinada empresa. Veja só:

  • serviços ofertados a preços muito abaixo do mercado;
  • pouca informação disponível sobre a empresa na internet;
  • alto volume de avaliações negativas dos serviços por ela oferecidos (ou seja, baixo índice de satisfação dos clientes);
  • relutância em fornecer informações e os documentos requeridos;
  • inexistência de certificados como o ISO 9001 que comprovem a qualidade dos processos internos e serviços da empresa.

Ficou com alguma dúvida? Deixe o seu comentário para um de nossos especialistas!