Fechaduras Digitais em ambientes controlados

Fechaduras digitais garantem maior segurança em ambientes controlados

Um controle de acesso é bem semelhante a fronteiras – e estas podem ser criadas com controles humanos ou através de mecanismos, como as fechaduras, por exemplo. O primeiro caso demanda presença permanente de um encarregado de controle. Já o segundo tem que funcionar perfeitamente para não dar brechas às quebras de segurança.

Também há casos onde se trabalha com um mix de ambas as soluções. Mas, quando contamos apenas com as fechaduras tradicionais, também sabemos que alguns inconvenientes podem ter lugar, e nos piores momentos. Esquecer a chave, por exemplo, ou mesmo ter sua segurança violada por experts em decodificar qualquer tipo de segredo das fechaduras mecânicas.

Exatamente por isso, as fechaduras digitais têm ganhado espaço no mercado. As mesmas reúnem, em um só mecanismo, tecnologias de ponta e funcionalidade – tudo em função da praticidade e segurança dos usuários. Ponto para a tranquilidade do controle: mais eficiente!

Na verdade, a garantia da inviolabilidade passa por um conjunto de fatores complementares, e as fechaduras digitais só têm a contribuir. Vamos entender um pouco mais sobre os seus benefícios?

Menos chances de arrombamentos

Abrir um cadeado é uma coisa, vencer a segurança das fechaduras digitais é outra, bem diferente. Nem mesmo os mais hábeis, com uso de chaves micha (muito comum entre arrombadores) são capazes de transpor este tipo de segurança.

Ainda que alguém tente descobrir a senha e digitar números aleatórios, alarmes são disparados após um determinado número de tentativas. Quando o mecanismo é forçado, acontece o mesmo. A questão é que não dá para quebrar a segurança pelos métodos tradicionais de invasão.

Fechaduras digitais também têm um sensor que trava o acesso após o fechamento da mesma. Ou seja, se alguém estiver distraído, o mecanismo automaticamente assegura que a trava seja acionada e a porta não permaneça aberta.

Praticidade e outras vantagens

Chaves não podem ser mudadas. Dependendo da quantidade de pessoas que possuam uma cópia, além de ficar mais difícil controlar quem as usa, se uma for extraviada, o segredo precisa ser trocado e um novo jogo de unidades encomendado.

Já no caso das fechaduras digitais, as senhas podem ser ativadas e desativadas quantas vezes for necessário, sem implicar em gastos adicionais ou toda aquela logística de fazer cópias e distribuir para todos os que possam ter acesso.

Se a escolha for por um chaveiro de aproximação, os mesmos podem ser cadastrados sempre que necessário na fechadura digital e o acesso funciona nos mesmos moldes do processo tradicional.

Segurança também tem a ver com praticidade. Quando um ambiente controlado precisa liberar novos acessos, já não é preciso montar todo um esquema de distribuição. Um funcionário precisa de trânsito livre? Basta conceder o acesso por um tempo determinado e cancelar quando quiser, segurança empresarial garantida.

Entre outras vantagens associadas, há funções como ‘não perturbe’, na qual a fechadura pode ser programada para só abrir por dentro pelo período que você estabeleça. Para fechar o combo funcionalidade, as fechaduras digitais consomem pouquíssima bateria, são usadas somente duas pilhas AA que, com uma média de 10 acessos diários, podem durar até um ano. E quando estão por acabar, a fechadura notifica a baixa carga até uma semana antes de deixar de funcionar.

Seu ambiente de operação já conta com fechaduras digitais? Caso contrário, esperamos ter ajudado a esclarecer algumas das vantagens associadas ao uso de dispositivos de alta tecnologia no controle de acesso. Caso precise de mais informações, a Alert System está à disposição para conversar e auxiliar em suas dúvidas! Até o próximo artigo!