Gestão de Vulnerabilidade: entenda a importância

Falta de segurança online

Gestão de Vulnerabilidade: entenda a importância

A crescente preocupação com cyber segurança colocou em evidência temáticas como a vulnerabilidade corporativa e as formas de combatê-la. Conectadas à internet, qualquer empresa está exposta a riscos e saber lidar com eles é crucial para o dia a dia e para o sucesso do trabalho.

Sabendo disso, a sua empresa já compreende a importância de realizar a gestão de vulnerabilidade? Este é o assunto que tratamos no post de hoje. Continue a leitura e saiba por que dar atenção a isso é crucial para afastar ameaças e proteger o seu negócio. Acompanhe!

 

Qual a origem das vulnerabilidades corporativas

Antes de abordamos a gestão em si, é interessante comentar a origem das vulnerabilidades corporativas. Em geral, esses problemas estão atrelados à falha humana e à dificuldade técnica em acompanhar e lidar com a existência de riscos que podem afetar uma empresa.

Porém, para que isso não pareça um mero descuido, é bom ressaltar que o ambiente virtual e suas tecnologias estão em constante expansão. O desenvolvimento do setor de TI que acompanhamos ao longo dos últimos anos trouxe várias novas ferramentas e mudanças em processos e usos da rede.

As novidades trazem benefícios, mas também vêm acompanhadas de fraquezas. Questões que podem estar atreladas à necessidade de melhoria em equipamentos e sistemas, por exemplo.

Ou, ainda, ao fato de que a intensificação do uso de tecnologias abre brechas para a atuação de cibercriminosos que buscam explorar essas vulnerabilidades. Um problema que exploramos em nosso post Ataques cibernéticos: sua empresa está preparada para essa ameaça?

 

O que é gestão de vulnerabilidade

Tudo isso indica que não há como fazer com que uma empresa esteja totalmente imune a riscos. O que é possível e necessário fazer é analisar as vulnerabilidades corporativas para conhecer bem quais são os riscos aos quais uma empresa está exposta.

Essa análise pode, inclusive, contar com o auxílio de um software de segurança que automatiza determinadas checagens e indica falhas e brechas que possam acarretar em problemas. E é isso o que permite que medidas corretivas e de proteção sejam tomadas.

A gestão de vulnerabilidade, por sua vez, pressupõe que essa análise seja realizada repetidas vezes. A descoberta de falhas, a resposta a elas e a geração de relatórios que embasam e definição de ações prioritárias para a proteção se tornam contínuas.

Em outras palavras, essa gestão aumenta a segurança da empresa ao garantir que riscos sejam conhecidos, evitados ou sanados a todo instante.

O caminho para fazer uma boa gestão

Como visto, falhas e problemas são comuns em razão da constante evolução e do uso intenso das tecnologias atreladas à rede. Ainda que o uso de um software de segurança facilite a análise e a gestão das vulnerabilidades, a tarefa pode ser desafiadora.

É preciso garantir, por exemplo, que falhas de softwares que colocam todo o sistema em risco sejam identificadas e corrigidas rapidamente. Ou que os programas utilizados pela empresa estejam sempre com as configurações mais adequadas para evitar riscos já conhecidos e também novas brechas de segurança.

Ainda, é preciso assegurar que a gestão vise implementar e garantir o funcionamento das melhores soluções de proteção. Desde o antivírus até mecanismos de bloqueio mais eficazes a favor da segurança de dados.

Por isso, uma boa gestão demanda amplo conhecimento do funcionamento dos equipamentos, rede, sistemas e softwares. E, para corresponder a isso, um caminho interessante é apostar no outsourcing de TI e contar com a expertise de especialistas.

Sua empresa precisa de ajuda para realizar a gestão de vulnerabilidade? Entre em contato com a Alert System!