O que a segurança da sua fábrica tem a ver com a indústria 4.0

Industria 4.0

O que a segurança da sua fábrica tem a ver com a indústria 4.0

É bem provável que o termo “indústria 4.0” não seja uma completa novidade para você. Mas, você sabe ao certo o seu significado e, principalmente, a sua relação com a segurança de uma fábrica?

Essa nova era industrial une máquinas inteligentes à tecnologias avançadas, as quais são capazes de otimizar diversos aspectos do processo produtivo. E, como veremos ao longo deste post, também são eficientes na promoção de um ambiente fabril mais seguro. Continue a leitura e saiba mais!

Afinal, o que é a indústria 4.0?

A indústria 4.0 é uma revolução que, conforme explica o Sebrae, propõe uma “mudança de paradigma em relação à maneira como as fábricas operam nos dias de hoje”.

Isso significa incluir o uso de tecnologias que promovem a conexão entre equipamentos e sistemas para descentralizar o controle e automatizar etapas do processo produtivo.

Em outras palavras, trata-se de um processo que leva a indústria a viver a mesma transformação digital que acompanhamos em outros setores. Assim, a indústria 4.0 cria o que podemos chamar de era da Internet Industrial.

Nesse contexto, a análise computacional avançada e o uso de máquinas inteligentes — soluções baseadas na internet das coisas (IoT) — se tornam realidade. Como consequência, as fábricas se tornam inteligentes e seus processos mais ágeis e eficientes.

Como a indústria 4.0 e a segurança se relacionam

Em diferentes etapas do processo produtivo, a segurança no chão de fábrica é uma preocupação válida e frequente. É preciso garantir que falhas não levem a acidentes, tampouco comprometam a qualidade e o resultado do trabalho.

Graças à indústria 4.0, tecnologias cada vez mais avançadas são utilizadas na produção. Com isso, é de se esperar que também existam soluções igualmente inteligentes para assegurar que esse processo seja sempre seguro.

A ideia é fazer com que novas tecnologias de TI e de automação industrial sejam usadas para potencializar soluções de segurança já existentes e minimizar a dependência de recursos humanos. Assim, colaboradores responsáveis por monitorar a produção ficam menos sobrecarregados, podendo atuar de forma mais estratégica.

Indústria 4.0 e segurança na prática

Vamos entender melhor essa relação? No post Descubra como um sistema de monitoramento inteligente pode prevenir acidentes de trabalho, apresentamos uma aplicação prática de tecnologias avançadas na indústria.

O monitoramento inteligente pode contar, por exemplo, com um conjunto de câmeras e sensores, conectando esses equipamentos a sistemas de análise computacional e, consequentemente, potencializando seu uso.

Nessa situação, as câmeras da fábrica podem ser aliadas à análise de vídeo para emitir alertas caso identifiquem situações possivelmente irregulares por meio da análise das imagens captadas. Assim, os colaboradores responsáveis podem conferir a situação e corrigi-la mais rápido.

Os sensores podem ser distribuídos pela fábrica para, por exemplo, avisar quando um colaborador ultrapassa o perímetro de segurança, ainda que não intencionalmente, e se aproxima demais de um equipamento que ofereça risco à sua integridade física. O desligamento automático da máquina pode ser programado por meio dessa tecnologia, evitando problemas mais graves.

 

Neste e-book, abordaremos o monitoramento de redes. Uma importante estratégia para que a sua empresa não apenas conheça, mas saiba como lidar com as suas vulnerabilidades.
Quer saber mais sobre como garantir o monitoramento de redes de um modo mais eficaz?