O que automatizar e o que não automatizar na segurança da sua empresa?

O que automatizar e o que não automatizar na segurança da sua empresa?

O que automatizar e o que não automatizar na segurança da sua empresa?

A automação de processos é um diferencial cada vez mais importante para a criação de um ambiente virtual seguro. Para conseguir um bom resultado, porém, é preciso saber o que automatizar na segurança da empresa.

Por mais benefícios que a automação tenha ― e são vários! ― há certas tarefas e aplicações que devem seguir manuais. Assim, é importante contar com especialistas e até contratar uma empresa para automatizar a segurança para garantir a proteção de seus dados, rede e equipamentos.

Continue a leitura do post para saber mais!

O que automatizar na segurança da empresa

A automação de segurança tem por objetivo otimizar recursos gastos com determinados processos de segurança da empresa. Podemos destacar dois bons motivos para a existência e utilização dessa solução:

1) Mesmo para profissionais de TI altamente capacitados, lidar manualmente com um alto volume ocorrências de segurança pode ser contraproducente e até arriscado;

2) A automação de alguns processos de segurança permite que o tempo, os esforços e a expertise dos profissionais possam ser estrategicamente aproveitados.

Assim, na dúvida sobre o que automatizar na segurança da empresa, é preciso focar em ocorrências que sejam simples, porém recorrentes. É o caso, por exemplo, de:

  • Sistema de detecção de intrusões;
  • Rotinas de antivírus;
  • Detecção de violações de acesso e login;
  • Ataques via web;
  • Coleta de métricas de segurança

Se você já leu nosso post Segurança baseada em dados: a hora e vez do machine learning já sabe que essa tecnologia é baseada na aprendizagem de máquina. Uma tecnologia que se baseia na coleta de informações para identificar ocorrências e até resolvê-las.

E, por isso, a automação de segurança deve ser feita para processos que permitem que a coleta de dados direcione a resultados cada vez mais sólidos e seguros.

E o que não automatizar na segurança da empresa

Mudanças significativas em situações de segurança podem não ser devidamente interpretadas por soluções baseadas em machine learning. Isso significa que, em alguns casos, a automação pode levar a resultados bem diferentes dos esperados.

Por exemplo, o monitoramento de tickets de mudança relacionados às configurações de rede e de servidor são processos que devem ser mantidos manuais.

Isso porque ocorrências relacionadas a configurações que afetam toda a segurança da empresa precisam contar com a percepção dos especialistas. São, portanto, situações pontuais que a automação não teve dados o suficiente para aprender a resposta adequada.

Nem sempre, porém, é fácil determinar o que automatizar na segurança da empresa. Por isso, é interessante contratar uma empresa para automatizar a segurança.

A importância de contar com especialistas

A automação da segurança de uma empresa não pode ser feita sem uma avaliação prévia. Cada empreendimento possui características próprias que apontam para os riscos mais graves e ocorrências mais críticas. E é isso o que direciona a decisão quanto à automação de processos.

Contratar uma empresa para automatizar a segurança garante que essa avaliação seja feita de forma detalhada. O mesmo vale para o inventário de dados e aplicações, assim como da equipe de TI local.

Todas essas etapas são cruciais para a decisão quanto ao que automatizar na segurança da empresa. E, ainda, quanto à implementação e necessidade de outros serviços, como o treinamento do pessoal e a manutenção preventiva.

Você está considerando automatizar soluções de segurança? Descubra se sua empresa está preparada para esta tecnologia!