Segurança móvel para empresas: por que apostar nessa tecnologia?

Segurança móvel para empresas: por que apostar nessa tecnologia?

Há pouco tempo, publicamos um post aqui no blog que perguntava se sua empresa está preparada para ataques cibernéticos. Neste sentido, se pararmos para pensar, vamos perceber que as empresas costumavam encarar a tecnologia e segurança móvel para empresas como algo fora do contexto dos gestores e até mesmo do ambiente de TI.

Mas, ser omisso em relação às interações existentes entre a tecnologia mobile e as rotinas de um empreendimento é a mesma coisa que deixar uma porta aberta para ataques. Pense bem: tablets e celulares já fazem parte do mainstream usado para acessar sistemas, informações e comunicar-se dentro do ambiente corporativo.

 

O que é mobile security?

A segurança para dispositivos móveis tem a ver com os esforços dedicados a proteger dispositivos como smartphones e tablets. De fato, o mais comum é associar o conceito ao trabalho das empresas no sentido de proteger e controlar as informações confidenciais e de suma importância para a companhia.

E já que o uso de dispositivos móveis, como comentamos no começo do artigo, faz parte de vários processos internos das organizações, proteger os dados e qualquer fluxo de informações feito por esses aparelhos é vital para a segurança móvel.

Em tempo: os cuidados devem estender-se, inclusive, aos dispositivos pessoais dos funcionários. Em relação ao uso de dispositivos pessoais no ambiente de gestão do trabalho, há uma tendência de que os colaboradores pratiquem o chamado  BYOD (bring your own device ou ‘traga seu próprio dispositivo’).

Por um lado, as organizações têm benefícios por contar com uma maior gama de aparelhos, mas isso também abre uma lacuna de segurança móvel que é preciso solucionar. Em relação aos ataques, cuidados e origem, uma pesquisa da CheckPoint informa que:

  • 64% das empresas têm dúvidas se são capazes de defender-se de ataques;
  • 20% informa que já sofreu ataques;
  • 24% não sabe a quantidade de incidências nos dispositivos dos funcionários e colaboradores.

Algumas outras informações relacionadas aos ataques:

  • O tipo mais comum de incidente está relacionado com malwares: 58% de ataques aos dispositivos da companhia, 54% de phishing e 54% de incidentes via wifi.
  • Ataques custam caro: 37% dos incidentes originaram prejuízos de até usd 100 mil e 23% respondem por danos acima dos usd 500 mil.
  • A falta de recursos é a principal barreira para implementar ações de mobile security, o que responde por 60% dos entrevistados. Por outro lado, 62% das empresas estão destinando maiores orçamentos para a prevenção e segurança para dispositivos móveis .

 

O que fazer para melhorar a segurança móvel?

Conscientizar-se da necessidade real de desenvolver políticas e executar ações relacionadas com a segurança móvel para empresas é o primeiro passo. Uma vez que reconhecemos o problema, a etapa seguinte é partir para prática. Neste sentido, é importante entender que não basta contratar pacotes de softwares anti malware, é preciso ir além.

Para empresas, é possível contratar todo um time dedicado ou contar com a ajuda de companhias especializadas em mobile security. Dessa forma garante-se a integridade das comunicações mobile, autenticação de acesso, controle de integração com softwares de terceiros e gestão de gateways, como para citar alguns exemplos.

Caso seus superiores não estejam totalmente convencidos da necessidade de contratar serviços orientados à segurança dos dados, sugerimos a leitura de nosso artigo sobre como justificar a contratação de uma empresa especializada em segurança. Se a decisão for tomada, a Alert System está à disposição para prestar qualquer tipo de orientação para vocês.