Threat Intelligence: definição e aplicação contra ataques cyberneticos

Os ataques cyberneticos estão mais fortes, frequentes e ameaçadores. O que sua empresa faz para se proteger? No post de hoje, contamos como a threat intelligence fornece as informações necessárias para prevenir riscos e lidar com ameaças antes que elas se tornem um problema grave. Confira!

Threat Intelligence: definição e aplicação contra ataques cyberneticos

No último ano, o número de incidentes cyberneticos duplicou. É o que apontam os dados do relatório anual da Online Trust Alliance, que registram a ocorrência de mais de 350 mil casos de ataques informáticos em todo o mundo.

Ainda segundo a empresa, 93% desses ataques cyberneticos poderiam ter sido evitados com a adoção de medidas preventivas de segurança. E essa é justamente uma das aplicações da threat intelligence.

Continue a leitura e saiba como esse serviço pode ajudar a evitar problemas e otimizar o tempo e a eficácia das respostas corretivas!

 

O que é threat intelligence

O termo threat intelligence se refere à “inteligência de ameaças”. A ideia indica o desenvolvimento do conhecimento e das ações necessárias para lidar com todo e qualquer agente responsável por ataques na internet.

Como você já deve saber, o universo dos crimes cyberneticos evolui constantemente. As ameaças se tornam mais perigosas e complexas, impulsionadas por pessoas que objetivam lucrar ao causar problemas e prejuízos a empresas e instituições.

Enfrentar essa situação e garantir a segurança de dados é um desafio. Além de contar com avançadas ferramentas de proteção, uma equipe de TI precisa lidar com um alto volume de informações para garantir, diariamente, o bom uso de seus recursos na defesa da empresa.

Para facilitar essa tarefa, a threat intelligence se baseia no compartilhamento de informações e experiências que ajudem na prevenção, detecção e solução de problemas relativos aos ataques cyberneticos.

 

Como funciona a threat intelligence

A threat intelligence se baseia tanto no desenvolvimento dessa inteligência quanto no uso de produtos que ofereçam essa inteligência (como feeds públicos e assinaturas de AV, IPS e IDS, por exemplo).

Em qualquer caso, o propósito é realizar a coleta e a análise de informações que possam pautar a tomada de decisões estratégicas e táticas para lidar com as ameaças.

Para tanto, é sempre importante buscar informações que estejam vinculadas ao contexto da ameaça e sua solução. Em outras palavras, que tenham real potencial para contribuir com a segurança. O que indica a necessidade de uma análise para assegurar a confiabilidade e a eficácia desses dados.

Nesse processo, deve-se considerar também as próprias políticas da empresa e compreender como essa informação, que será compartilhada com pessoas e máquinas, impacta a instituição.

 

A aplicação da threat intelligence

A threat intelligence existe em dois níveis. No tático ou operacional, as informações estão relacionadas a indicadores e à forma com que os malwares e ataques informáticos funcionam. São, em geral, destinadas a serem compartilhadas com máquinas que operam com soluções de segurança.

E no estratégico, desenvolve-se conteúdo voltado para analistas de segurança e gestores de riscos, aproximando cyber segurança e a gestão de risco corporativo. A ideia é conhecer os objetivos, táticas, ferramentas e técnicas de quem articula os ataques, visando entender como encarar esses adversários.

Em ambos os casos, a inteligência é direcionada para:

  • ações de prevenção e detecção;
  • resposta aos incidentes e ataques (com troca de informações sobre ataques em curso, novos conhecimentos e análise de indicadores);
  • tomada de decisões (que direcionem a gestão de riscos e as ações estratégicas para o negócio ao lidar com cada ameaça e ataque cybernetico).

Quando há dificuldades em desenvolver um setor de threat intelligence internamente, uma empresa pode contar com um parceiro especializado, como a Alert System.

 

Interessado em saber como podemos ajudar a aumentar suas chances de defesa contra ameaças informáticas? Entre em contato!